Red Social de Poesía
Un servicio de...
Soypoeta.com
Alceu  Silva Santinho
 

Datos técnicos

Informacion Basica

Tipo:
Poeta
Nombre
Alceu
Apellidos
Silva Santinho
Fecha de Nacimiento
11/03/1952
País Actual
Brasil
Género
Hombre

Amigos

Último poema publicadoLeer todos sus poemas

Crônica enquanto ando pela cidade

Crônica enquanto ando pela cidade.

Eis tudo: a psiquiatria não cura; muitas vezes atenua a dor que é somente sua. Você vai Ter que suportar tudo isso ou estourar seus miolos. Oscilar entre esses dois pólos, super-hiper-ação (quase-mania) vérsus introspecção (depressão/reflexão) é sua sina. Observador de si.
Sol de quase dezembro, fim de primavera, calor de quase verão, só faz é rachar mamonas, estalar vitrais e esquadrias metálicas. O dia é mais longo, a noite mais curta é convite para a preguiça e sexo. Passear sem rumo pela cidade observando os besouros caírem feito tontos em volta das lâmpadas de néon. Eu sou daqueles que preferem estar sempre em outro lugar. O sol de lá é mais quente do que o sol daqui. Lá a cerveja é mais gelada. Sei lá, mas não era bem isso que eu imaginava como seria aqui.
Eu sou o palhaço da corte. Vivo de roubar mulheres e idéias de outros poetas. Adoro Adelaide, carrego um bonde por Adalgisa, talvez estude tupi.
Há os que amam o feio. É que o belo talvez lhes pareça enjoado demais. Muito comportado, terno e gravata, taier. Que venha o tempo que é sempre agora. O resto é matemática. Ë como um rio, a água passada não move moinhos.
Eu só andava a pé, quase meio-dia minha guaraná, feijoada laranja-baiana. O aragonês hablava fetcho matcho, tchê. Soldado do arrebol, cabeça de prego, tampa de urinol.
Dioxina, talidomida, cocaína, bomba de nêutrons também são tecnologia. Eu disse tecno-logia.
Desprezo. Desprezo essa perfumaria, esse verniz, esses engravatados. Fora com esses biltres, pavõezinhos, lixo humano com brilhantina nos cabelos e um certo brilho nos olhos.
O 7230 veio rápido hoje. Rapaz, como tem putas na Rua Augusta a essa hora da noite.
Minha cabeça, minha oficina. Da minha lavra brota a palavra com que construo o poema. São idéias mais trabalho. Ação. Elaboração. Laboratório. Atenção... A boca é a primeira que apanha.

Actividades Recientes

profile
Hace 1399 días
profile
Alceu Silva Santinho ha subido un nuevo poema: A lo lejos
Hace 1399 días

Novedades de usuarios destacados

¿Quieres ser un usuario destacado?
friends
Hace 274 días
friends
Hace 458 días
profile
Hace 463 días

Concurso de Poemas Temáticos 'Red Social de Poesía'